Obrigado pela sua visita!

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Uma simples carta para a troika!

Bom, hoje decidi escrever uma carta à troika. Se quiserem levá-la convosco para os vossos blogs ou para qualquer outro lado estejam à vontade para o fazer, porque juntos somos mais.


Cara troika,

Dirijo-me a si desta forma porque o povo português não é hipócrita nem falso para a chamar de querida ou prezada amiga. Não sei se sabe mas existem políticos que a continuam a admirar e mesmo a venerar todos os dias. Eu cá sou do povo, sim existe um povo por detrás de uma pátria, que trabalha todos os dias para sustentar a família, o lar e o próprio País. Desculpe lá se trabalhei uma vida inteira e não tenho dinheiro para comprar pão, desculpe se fiz alguma coisa de errado e depois de tirar uma licenciatura, um curso ou uma especialização fiquei em situação de desemprego, desculpe se acreditei na classe politica e depositei o meu voto em vão, desculpe o facto de ser velho demais para trabalhar ou novo de mais para ficar empregado, desculpe se deixei de ter vontade de acreditar em tanto e tento encontrar forças, todos os dias, para continuar. Gostava agora de lhe agradecer, sei que gosta de elogios ainda que estes não sejam verdadeiros mas antes irónicos mas para si já sei que tanto faz, o facto de querer ajudar este País, ainda que para isso corte sem dó nem piedade naqueles que ganham pouco, ou nos que ganham, ou melhor já ganharam alguma coisa de jeito; obrigado pelos impostos e pela austeridade descontrolada que só vê em euros e não quer saber de sentimentos e que se concentra nos números quando o que importa são as pessoas. Porém e como não quero uma mensagem muito longa, se me permite, gostaria de dizer-lhe uma coisa muito importante. Nós somos um povo de tradições e temos o nosso orgulho, somos um povo de conquistas e com uma história tão forte que ultrapassa qualquer obstáculo, somos um povo de coragem e com princípios que não tem medo de sair à rua e fazer ouvir a sua voz ainda que muitas vezes não seja ouvida, mas insistimos e vamos insistir sempre. Já fomos monarquia, ditadura e agora somos democracia e acredito que um dia seremos muito mais e muito melhor do que somos agora. E depois de tudo isto um dia vamos vê-la partir, como já vimos outras vezes e apesar das dificuldades por que nos fez passar vamos começar outra vez e continuar a lutar por uma pátria que nos está gravada no coração para sempre e que dá pelo nome de Portugal.

Atenciosamente

O nome não importa o que importa é que sentimos!






3 comentários:

  1. Cara Pipoca ,obrigada por este excelente texto à troika ,que nos tem saído bem cara.
    Já comecei a divulgá-lo. E já me pediram a identificação do texto. Que dizer ?Mandei ver no o seu blogue. Num mundo de Pipocas,quem escreve assim é Rainha.
    L.Tâche

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...